domingo, março 28, 2010

Domingo, dia de praia...

Domingo, fase final de recuperação.
Amanhã é dia de estar cem por cento bom.
Voltar a viver (drama).
Vontade de vida.
Mais um texto feito na fase gripe-delírios-aumentados.
Espero que gostem.
Beijos e abraços!
=]


Domingo, dia de praia, e lá estava ele caminhando. Despreocupado com a vida, com o trabalho, com o amor, com o cachorro... Corria pra esquecer de tudo mesmo. E estava funcionando, não fosse por um desses encontros inesperados mas sempre prazerosos.

- Mandinha!
- Betão!
- Poxa, quanto tempo, hein? Como tu tá?
- Eu tô ótimo! Tudo indo bem comigo, e contigo?
- Tudo indo bem também. Caramba, quase um ano sem se ver não é?
- Acho que é isso mesmo, por aí. Trabalhando lá ainda? Noivou já? Formada já?
- Nada disso. Cabei o namoro, troquei de trabalho e tô pra me formar agora.
- Cabou o namoro, que chato. Eu achava o Júlio um cara legal...
- Eu também, mas chega uma hora em que não dá mais. E teu namoro, como tá?
- Cabou também. Foi bom, mas ela teve que viajar e achamos melhor terminar mesmo.
- Poxa, tu tava todo apaixonado que eu lembro.
- Tava mesmo, mas é assim mesmo, fica a lembrança dos momentos felizes. Novos amores aparecem, eu espero. Acho que já ando apaixonado de novo...
- E ela tá por ti?
- Não sei, essa é a pior parte. Não dá pra ter certeza e nem chegar perguntando...
- Mas quem é que não gosta de ti?
- Ah, valeu. Mas vai saber...
- Tu sabe que eu era louca por ti, né?
- E eu por ti, não é mesmo?
- E por qual razão não deu certo mesmo?
- Não sei, acho que não era pra dar certo mesmo ou então vacilamos, quem sabe? Foi bom naquele dia, bons tempos, bons dias aqueles...
- Bons tempos. Engraçado foi que quando eu terminei um tempo com Júlio, nós ficamos, mas depois voltamos e tu e ele continuaram se tratando muito bem.
- Olha, eu não queria clima estranho quando encontrasse com vocês, casal que eu sempre gostei muito. Por isso há tempos temos nossa amizade, desde o começo da faculdade, mesmo tendo ficado uma vez. Engraçado, pois tem gente que depois de terem tido alguma coisa, não sabem continuar amigos. Vai entender...
- Antes da gente ficar, a gente era amigo né?
- Isso mesmo, sempre foi bem tranqüila essa nossa amizade, apesar do desejo mútuo, sempre conversamos bem e tivemos muito respeito um pelo outro.
- E depois da gente ficar, nós continuamos amigos, né?
- Sim, porque não vi motivos pra terminar a amizade, apesar de diminuir um pouco o contato, seria natural, mas não diminuiria a amizade de forma alguma.
- Então, se a gente ficasse agora, mesmo não tendo nada depois, nós continuaríamos amigos?
- Eu acho que somos adultos e experientes o suficiente pra saber dividir as coisas...
- Então...
- Mas não vamos ficar hoje, né? Ando apaixonado. E beijar uma pessoa pensando em outra não é legal não...
=]

3 comentários:

Hilário Ferreira disse...

Hum... O cara encontra a menina na praia. Ela dá todas as condições de trabalho. O cara se esquiva dizendo isso. Na praia, né?
Conclusão: só então ele viu o quanto a menina era feia.
No mundo real, eu pensaria isso...

Leni.com disse...

...é diferença tênue esta dos afetos...
por vezes nem conseguimos distinguir...
Conselho: Deixe a gripe,mas mantenha os delírios..

Juss disse...

Hein? '-'

Na minha terra, alguém passaria e gritaria " ieeeeeeiiii!" pra menina.

^^'