terça-feira, janeiro 27, 2009

Novo repente

De volta!
Antes do que pensava. Tô com uns textos pra fazer, mas a preguiça me ataca demais.
Vou vencê-la, tenho certeza.
Tava ontem no estágio e veio isso aí na cabeça, então terminei hoje, um milagre tão rápido assim.
Agora eu tenho uma gaita aqui em casa, uma dia eu aprendo a tocar, por enquanto, só faço barulho mesmo.
Eu queria era um violão, pra tocar os meus repentes na praça.
E vou indo lá.
Até depois.
Beijos e abraços!

=]


Vesti meu melhor sorriso
E saí para um encontro
Era minha antiga namorada
Que ligou toda animada:
Hoje quero te encontrar!
Ando muito feliz da vida
E preciso te contar!

Eu saí todo contente
Não contive a alegria
Até falava com o sol
E pros pássaros: bom dia!

E no caminho ia pensando
Hoje é o dia de são nunca
Que ela tanto me falou
Vai pedir para voltar
Chegue junto meu amor!

Antes de sair de casa
Eu fui mesmo bem sagaz
Decorei um soneto
Que iria servir demais
Fala de fidelidade
Do meu camarada de Morais

Fui zanzando pelas ruas
Feliz estava na hora
De encontrar minha amada
Não perderia isso por nada

Quando a acho: que beleza
Isso sim é sorte grande
um presente da natureza
Pra um cara que se garante!

Meu amor pode falar
que estou lhe escutando
e isso meu coração
da boca quase pulando

Meu amor que bom que veio
Eu sabia quer viria
Tu sempre foi pontual
E não perde essa mania

"Esse" aqui é a notícia
Que eu tinha te falado
agora te apresento
o meu novo namorado
ela mora aqui no bairro
é o famoso paulo ricardo
agora me dê licença
vamos dar uma volta de carro

e eu lá sem falar nada
a olhar a despedida
os dois indo felizes
e eu com cara abatida

mas isso não me fez mal
por ela fico feliz
encontrou um cara legal
só não foi quem eu quis

foram embora no carro
essa é história completa
vou ver se junto dinheiro
pra ter ao menos uma bicicleta
=]

sábado, janeiro 17, 2009

Carnaval

Fazia muito tempo que os três não se encontravam, desde o último fim de semana, e já era quarta-feira. Entre os vários assuntos de sempre e algumas histórias repetidas, o assunto passou a ser o Carnaval. Estava perto já, faltavam só dois meses. Em cima. Começaram a discutir os planos para a data cristã, feriado mais aguardado por todo o País.

-Eu acho que deveríamos ir todos para uma casa de praia que eu vi na internet. Vai ser um negócio massa. Sodoma e Gomorra vão parecer conventos perto de lá. Os mais loucos da cidade estarão presentes.
-Eu não quero ir pra uma casa assim, disse Um.
-Nem eu, completou o Dois.

Estava criado um impasse.
-E para onde vamos então?
-Eu tava pensando em ir pra alguma serra, curtir um friozinho, um bom vinho, jazz e blues, mpb, chorinho, samba e muito mais. O frio é ótimo para curtir com namorada, disse Um.
- Pra você que tem namorada é ótimo, mas nós somos solteiros, disse Dois.
-Eu também não quero ir pra serra, disse Outro.

O impasse continuava.
-Vamos votar então?
-Eu não quero votar, disse Um.
-Nem eu, disse Dois.

Ficaram os três pensando. Se não fossem votar como iriam fazer? Iriam passar o Carnaval separados depois de mais de vinte anos juntos? E é porque o mais velho tinha vinte e cinco agora...
- Falta você dizer sua proposta ainda.
-É verdade, disse Outro.
-Eu nem sei para onde vou, vou ver com a minha "amiga"...
-Como assim "vou ver com a minha 'amiga'"?
-É porque a gente tá ficando, se conhecendo melhor...
-Ihhhh, disse o Dois.

O impasse aumentou, agora eles tinham uma situação para complicar mais as coisas. Deveriam decidir o melhor para os três, mas a separação não poderia acontecer. Jamais. E por qual razão não separar mesmo? Besteira de jovens homens ou laços fortes de amizade? Mesmo depois de tanto tempo, eles não saberão responder. Mas continuarão brincando o Carnaval juntos, com os filhos e famílias.

No entanto, naquele dia, havia uma indecisão: serra, praia ou outra opção? A discussão poderia durar muito tempo, talvez só acabasse na quarta-feira de cinzas, por isso tinham que se apressar para curtir o feriadão cristão de todos os religiosos e não-religiosos.
-A praia vai ser massa!
-E a serra então?
-Ai, ai, onde ela estiver estará perfeito...

Aquele depoimento mexeu com os outros dois. Um balançou a cabeça como que dizendo:
-Tá perdido esse aí...

Outro não se agüentou calado com aquela afirmação e começou a falar e se exaltar:
-Como assim? "Onde ela estiver estará perfeito?? E nós? Como ficamos? Não ficará bom se estivermos juntos? As mulheres passam e os amigos ficam! Vai nos deixar de lado agora? Depois de tantos anos? Isso não é pressão. E também não é ciúme.
-Não é ciúme?
-Não! Mesmo quando tu namorava a Cátia, aquela louca ciumenta-psicótica-paranóica, durantes aqueles três anos loucos, o Carnaval era todo mundo junto. Agora, acabou de conhecer essa daí e já quer ir embora? Não é assim não!
-Na verdade, é o seguinte...
-Pois eu sou contra! Devia era ter uma lei proibindo se apaixonar antes do Carnaval. Até imagino como seria: Artigo 1 – Fica proibido se apaixonar antes do Carnaval. Artigo 2 – Fica permito se apaixonar durante a tal data, até mais de uma vez, caso aconteça. Artigo 3 – Fica permitido se apaixonar no fim da data, e até depois, mas não é obrigatório. Pronto, assim estaríamos todos resolvidos e o mundo poderia viver em paz!

Depois disso, ninguém falava mais nada. Até que ele decidiu falar.
-É o seguinte, eu tava pensando em passar o Carnaval com a Outra...
-O quê? Minha irmã? Disse o Outro.
-Eita, que enrolada, disse Um.
-É isso mesmo, disse Dois. E nem adianta se estressar não. Vai passar todo mundo junto como sempre foi. Mas sem ficar namorando escondido com tua irmã, como das outras vezes. E tem mais, ela me disse que vai pra uma casa com umas amigas e disse que eu poderia chamar mais gente. Topam?
-Amigas?
-Minha namorada vai gostar muito não, mas por mim vamos sim.
-Então está fechado! Vamos ficar todos juntos!

E já estavam indo embora, cuidas de outras coisas menos importantes da vida, até que Um perguntou:
-E sim, vamos pra onde mesmo?
...
=]

segunda-feira, janeiro 12, 2009

Ah, esses dias...

Antes de mais nada, um desejo de um ótimo ano para todos nós!!
O sumiço foi necessário pra poder organizar algumas coisas, não tudo, senão perderia a graça.
Quase um mês sem aparecer por aqui e tava fazendo uma falta danada...
Vamos ver como vai ser nesse novo ano.
Espero escrever mais, ler mais também.
E continuar com os bons amigos, fazer mais.
E deixar a preguiça de lado na hora de vir aqui.
Bem, vamos ver, vamos ver.

Saudades de vocês, sinceras...

Tenho uns textos aqui na cabeça e falta a coragem pra colocar no papel.
Tenho uns rascunhos aqui de alguns versos, falta a coragem pra acabar.
Tenho tanta coisa pra dizer que agora é melhor calar, se eu contar tudo vai perder a graça heheehhe...

Um aperitivo, que se não fosse agora nem sei quando viria.
Vou ser mais frequente por aqui e por aí, nos preferidos, assim espero.

Tem dias, ah, esses dias
Que dá uma carência na gente
Um jeito manhoso
e ninguém pra fazer manha
uma vontade besta
de querer uma mão entre os cabelos
um cheiro
balançar na rede ouvindo uma canção
olhar pro céu
vendo o rebanho de nuvens passar
ir para um lado
e para o outro
deitar no sofá e ver tv só pela companhia
caminhar sem pressa de chegar
pra melhor conversar
vontade de comer junto
dividir um prato
e a vida
e um sonho
um luar
um café quente
e uma cerveja gelada
uma pizza
quem sabe?
Eu nem sei
Mas com você aqui
Poderia começar a pensar...
Tem dias
Ah, esses dias...
=]