sexta-feira, agosto 31, 2007

Meninas/Mulheres/Bonecas

Meninas pintadas
parecem bonecas
não sabem ó Meu Deus
que vida adversa
é a desse brinquedo

Meninas mulheres pintadas
com um pó na cara
e bochechas rosadas
arrumam um jeito
de sempre mudarem
mais nova ou mais velha
inocente ou sensual
mas peço por favor:
não pensem apenas
no visual

Bonecas, brinquedos
são tão maleáveis
não fazem maldades
não pensam em bondades
dipensam dinheiro ou crença
apenas existem
dependem apenas
de imaginação
as meninas mulheres
quando se pintam
me lembram as índias
indo guerrear
que maldade a minha
por vezes uma pintura
no dia-a-dia
não quer dizer nada
ou só quer mostrar
quão belas podem ficar

bonecas brinquedos
meninas mulheres
realmente são lindas
e eu as admiro
mas ainda lhes digo
descamsem a pintura
limpem os rostos
deixa a natureza
mostrar a leveza/beleza
da naturalidade
do rosto bem limpo
sem qualquer maquiagem...

terça-feira, agosto 28, 2007

E a tristeza também deve ser registrada...

-E então Escritor, qual é o problema?
-Mionha Musa, é a tristeza que voltou. Ruim demais. A tristeza sempre vem acompanhada da vontade de escrever.
-Bom que assim tu vem me visitar. E tristeza por causa daquela pessoa de novo?
-Não, não
-Não gosta mais dela?
-Não é isso. Gosto dela agora apenas no sentido de gostar como pessoa e querer o bem dela. Não é mais o gostar de querer namorar ou algo do gênero...
-E o que foi agora?
-Nem sei como te explicar... Parece que eu levei um "fora", um "dispensa" de uma amiga.
-Estava apixonado por ela?
-Não é bem isso. Apaixonado pela pessoa sim, no sentido de querer muito bem, de torcer para qeu tudo dê certo para ela, de admirar e da companhoia fazer bem, trazer sempre alegria.
-Existe mesmo amizade entre homem e mulher?
-Não vou nem responder porque acho que nem vale a pena...
-Era amizade mesmo?
-Se não era amizade não sei mais o que poderia ser...
-E o que ela te disse?
-Ela é a primeira pessoa que me diz que eu sou sincero e transparente. E isso com pouco tempo de convivência...
-E isso te ofendeu?
-Não é bem isso. Sempre me acusaram de ser uma pedra de gelo. De nunca demonstrar sentimentos. Aí alguém chega e te chama de sincero e transparente. Ela que conseguiu fazer uma leitura de minha pessoa duma forma que nunca fizeram antes.Aquele negócio de "você não me engana"... Acho que também pelo fato de eu tratar cada pessoa de maneira diferenciada, de apenas mostrar um lado que fica sempre guardado apenas para pessoas que considero de confiança. Nem sei te dizer. Ela adquiriu minha confiança de verdade. É aquele negócio de você de repente abrir os olhos, estar na beirada de um precipício, olhar para o lado e ver essa pessoa de confiança. E então ela diz: Vamos? Pula comigo! Confia em mim! E vocÊ vai sem medo de ser feliz... Ah, é difícil encontrar alguém assim. Que vocÊ possa confiar e trocar confidências sem segundas intençõs...
-Sim, mas e porquê a tristeza mesmo?
-Você pode nem entender, mas parece que perdi uma amizade...
-Sério mesmo? Tu é muito dramático rapaz, deixa disso... Sério mesmo?
-Olha, engraçado que eu nem sou muito de dizer o quanto eu gosto de uma pessoa. Mas toda vida qeu digo acontece algo assim, ela, por exemplo,não acreditou. E eu quero ela muito bem...
-E tu não pode arranjar outra amiga não?
-Seguinte, ninguém substitui ninguém. OU é aquela pessoa ou entãonão dá certo. Amizade não é que nem sapato que quando você desgasta pode comprar um novo. Com amizade não é assim...
-Então já resolvi pra você!
-Como assim?
-Oura, está na cara! Quando vocÊ tem amizade e tira amizade, se restar amizade é porque é amizade.
-O que isso quer dizer?
-Que se for mesmo amizade então ela há de prevalecer!
-Minha Musa, não sei o que faria sem ti...
-Deixe na cabeça só os bons pensamentos Escritor e siga em frente...

segunda-feira, agosto 27, 2007

Eita... vamos lá... primeiro respirar um pouco e recuperar o fôlego.
E eu esqueci de dizer da minha alegria, felicidade, sentimento positivo extrapolado, seja lá o que for. Surgiu de repente.
Um quebra nas algemas, muris derrubados e enfim voltei a ter minhas asas.
E se bobear, já estarei longe. E perto.
Porque é preciso voltar e não perder as raízes.
Porque é preciso partir pra poder voltar.
Por enquanto é só.
Somente.
=]

quarta-feira, agosto 22, 2007

Ando deveras preocupado. Preocupaçãozinha que aparece apenas de vez em quando, não posso exagerar. Peço primeiramente desculpas por conta do texto que vais ler agora, isto é, se for mesmo continuar a leitura. É um texto feito Às pressas, nem um pouco trabalhado. Servirá mais como registro de algo que preciso falar logo senão acabarei esquecendo.

É sobre uma certa carência e falta de controle de certas pessoas, uma dificuldade no trato com pessoas. Parece-me que hoje em dia é difícil conhecer alguém interessante, que se possa admirar, sem qeu necessáriamente deseje-se logo um relacionamento. Pera aí né? Me ajude...

É preciso saber que existem milhares de pessoas interessantes e especiais no mundo. Tente raciocinar um pouco. Não precisa ter um caso com todas essas pessoas. Não se pode apenas ter uma admiração por alguém? Sem interesses mesmo, apenas por admirar e querer bem. Eu sei que o coração ninguém controla, mas peço apenas que tome cuidado. Falo essas coisas nem sei para quê... Quem é que vai me escutar? E se escutar quem vai pensar sobre isso ou pelo menos lembrar? Bom, fica aqui o registro.

=]

segunda-feira, agosto 20, 2007

E é rápido

E passa rápido.
E enche o peito.
E está de volta.
Sentimento bom que eu vou tirar um pouco e guardar numa garrafa. Assim mais tarde eu possa degustar melhor. Quem sabe eu te empreste pra tu relembrar. Tudo muito bom. Ler o mar e ouvir o sol. Tudo fica muito mais fácil.
E essa alegria nem é minha. É dos outros, mas eu peguei pra mim. Se incomoda? Pode falar...
Você nem sabe como mas me fez feliz. Quer que eu diga?
Foi só te ver feliz. Isso já basta. Não vou mentir. Quero só o teu bem. E já tá bom de acabar com esse texto telegrafado. Fala um negócio. Ponto. Outra coisinha. Ponto. E o texto vai ficando todo pausado, parecendo que não quer sair, não quer ir embora, querendo ir aos poucos, sem pressa, com uma pequena demora. E pra quê um tempo pra respirar se você já treinado desde pequeno para continuar a ler sem parar indepente do que esteja escrito na sua frente ou do seu lado que já vai virar sua frente tão rápido que você nem vai perceber e mesmo assim vai ler sem se importar se é da frente ou se é do lado e não vai nem querer saber quem foi o sujeito que pensou em escrver e acabou escrevendo aquilo lá que você leu e ás vezes nem sabe no que aquilo vai servir mas leu mesmo assim e agora a mensagem já foi esquecida porque são várias mensagens e o tempo que se tem para ler é pouco e a quantida é enorme e você não pode parar um segundo porque o apelo visual é frequente demais nessa nossa sociedade do consumo e da imagem que é criticada por vários mas ninguém faz nada para mudar ou para parar um pouco e respirar.

Hummmm....Um pouco de ar...
Não se preocupe. Ou melhor, se preocupe um pouco. Quem sabe o que quer e o momento de querer nunca fica pra trás. Mas eu comecei falando de outra coisa mas a prolixidade e a verborragia por vezes querem seu espaço.
=]

Vai vai

O corre-corre é inimigo. Por vezes sim, por vezes não.
Ele pode atrapalhar a qualidade. Ele pode estimular a criatividade.
O tempo é louco, é doido.
Se eu tivesse mais um pouco, não vivia num sufoco.
Não em uma luta contra o tempo. Por vezes ele é aliado.
Um jogo deveras emocionante.
Vencer e perder são faces opostas duma moeda de valor inestimável.
Um dia a gente ganha no outro a gente perde.
Mas você sabe vencer e continuar a vida.
E quando perde quer parar porque o mundo parece que vai acabar.
Me ajude. Tenha paciência...
A vida é assim. Um ganha e perde irregular.
Queria que ela fosse igual exata ciência?
Qual é a graça? Tudo tão certinho como nos planos...
Eu quero ver você rir e chorar.
Mas tudo por alegria. A tristeza não te desejo.
E agora o corre-corre voltou.
E me leva junto com ele.
=]

terça-feira, agosto 14, 2007

de novo

É hora de tirar a poeira
de onde quer que ela esteja
É hora de sacudir o esqueleto
nem que não seja o seu
É hora de tirar o gelo
do coração e da vida
É hora de uma pausa

Pausa

É hora de voltar
E é hora pra isso
ou para aquilo
mas é hora

de decidir
se fica aqui
se vai embora
mas é hora

de rir de novo
de ficar tonto
de olhar no olho
de dizer tchau
eu vou embora

de dizer
estou de volta
não aguento
tentei
mas você sabe
ora bolas

de enxegar
de perceber
de se tocar
melhor saber
se tem lugar
ou se é hora
de ir embora

de se expressar
de extravasar
de dizer tudo
e mais um pouco
que não é tarde
que sempre há tempo
que sempre é hora

de perceber
a ilusão
pra pior
ou pra melhor
de descobrir
se vale a pena
ou já valeu
de guardar tudo
em algum lugar
ou lugar nenhum
de esquecer
ou relembrar

se quer msm ficar
ou se precisa
ir embora
em boa hora

=]

segunda-feira, agosto 13, 2007

Sei lá

E as aranhas chegam e fazem suas teias
E o movimento é bom pra evitar
o tormento
E se tudo passa
cuidado para não ser passado
E se tudo fica
cuidado para não ficar engessado
E se tudo não são flores
comece a arrancar as ervas daninhas e a plantar flores
E se tudo são flores
cuidado com os espinhos
E com o amor que fica
cuidado senão tudo complica
E se o tempo é o melhor remédio
cuidado com a overdose
E se teu coração é de gelo
o sangue quente pode causar choque térmico
E se você prefere ser frio
cuidado com o calor humano
E se da solidão você tem medo
não haja como um idiota, mesmo sendo um
E se você se acha um mané
relaxe, exitem caras mais manés que você
E se Um não quer Dois não fazem
o Três pode entrar na dança
E se quem cochicha o rabo espicha
é bom ter cuidado com fofoca
E se mentira tem pernas curtas
e melhor quebrar a cara-de-pau e fazer umas pernas maiores
E se você aprender a dizer não
lembre-se de dar chance ao sim, ou então não vais casar
E se pimenta nos olhos dos outros é refresco
beijos cafuné e dengo na gente é sossego
E pra quem tudo quer nada tem
melhor que nada querer e esperar pela sorte
Quem acredita sempre alcança
mas é bom rever seus planos vez por outra
Em terra de cego quem tem um olho é rei
enterra ele e vamos fazer nossas leis
E se for Olho por olho e dente por dentes
melhor parar que ficar cego e banguela
E eu digo pra você que as coisas hão de melhorar
ainda que eu diga isso há tempos e tempos
as coisas realmente irão melhorar.
=]

terça-feira, agosto 07, 2007

Eu sei que existem nuvens no céu.
Só que eu ainda não sei como elas são.
Nuvens negras?
Nuvens brancas ou coloridas?

O pior é não saber sua cor...