sábado, julho 07, 2018

Perdemos

A hora
O juízo
A fome
O medo
A roupa
O fôlego

Perdemos
Perdemos
Perdemos
Perdemos
Perdemos

Mas não foi uma derrota

Nós saímos ganhando

domingo, junho 24, 2018

Conquista

Você cativou
Não tirou
Pedaço

Mas criou
um espaço
nos fragmentos
do meu coração

Fumaça

Às vezes nós vamos
mas não saímos
do lugar

E tantas vezes ficamos
quando, na verdade,
já fomos há tempo demais

Assim, nem lá, nem cá
Ficamos feito fumaça
Se desfazendo
no ar

quinta-feira, maio 03, 2018

Cheiro

É sempre assim
O cheiro no pescoço
Atravessa a pele
E vai direto
Na alma

O olho aperta
O sorriso floresce
Tentativa frustrada
De negar o desejo

E vai ter dança?
Com malemolência
E o que mais?
Ah, tem paciência

Nós dois
Sonho bom
Espera
Vai rolar

quarta-feira, abril 25, 2018

Maior que tudo

O poema
Às vezes
Sai curto

Mas a vontade
de beijar
Tua boca
É maior
Que tudo

segunda-feira, abril 23, 2018

Questão de gosto

Gosto de ficar deitado na rede, sozinho, olhando pro tempo, escutando música ou lendo um livro. Gosto também de ficar contigo na rede, conversando, rindo e muito mais.

Gosto de sair pra comer sem pressa e fechar os olhos enquanto me delicio. Gosto de comer contigo, te oferecer o meu, pegar o teu e sempre te deixar o último pedaço.

Gosto de deitar sozinho e ficar pensando na vida, refletindo sobre o que passou e o que virá. Gosto de deitar contigo e falar das nossas vidas, dos projetos para mais adiante.

Gosto de ir ao cinema e ficar concentrado no filme, esquecendo do mundo lá fora. Gosto quando vamos juntos, dividimos a pipoca e conversamos antes, durante e depois.

Gosto dos banhos rápidos e apressados para compensar o tempo a mais na cama. Gosto também dos banhos demorados, que vão além de um simples banho.

Gosto das conversas sobres livros, filmes e séries.
Gosto das viagens às serras e às praias.

Gosto de compartilhar o nada pra fazer.
Gosto das trocas de ansiedades, dos medos, do encorajamento.

Gosto de conhecer novos lugares e visitar os antigos.
Gosto do cuidado diário, das mensagens carinhosas.

Gosto do abraço apertado e do riso frouxo, até doer a barriga.
Gosto das caretas, do teu cachorro, da tua orelha, da tua boca e da tua bunda.

Gosto das coisas que não sei e da tua curiosidade.
Gosto das coincidências e da vontade de dar certo.

Gosto dos nossos códigos, da troca de olhares que dizem tudo.
Gosto de ensinar e aprender, de confundir e fazer graça.


Gosto do sushi, rodízio de massas e açaí.
Gosto do café bem cedo e do sanduíche bem tarde.

Eu sei, questão de gosto
Mas o que eu gosto mesmo
Acima de tudo
É do teu gosto

quarta-feira, abril 11, 2018

Feito rio

Teus olhos castanhos
me guiam
nesses dias cinzentos

Tua boca rosada
Atrai meu olhar
Minha boca
Meu corpo

Me perco
E, quando encontro,
Feito rio
Desaguo em ti

terça-feira, março 27, 2018

Intensivo de nós dois

Assim, não explico
A gente sente
Coisa nossa
E vem mais

Num sorriso, viajo
Num olhar, retorno
Tantas histórias perdidas
Tantos caminhos cruzados

Tempo pouco
Nada diz
A vontade
Faz dar certo

Nosso tempo é agora
Nada fica pra depois
Essa é a nossa história
Intensivo de nós dois