quarta-feira, fevereiro 25, 2015

Deu branco

É preciso saber a hora de parar.

Acho que isso eu ainda não sei.

De volta, por enquanto.

Não sei até quando.

No melhor estilo "viagens na veia".

Beijos e abraços!

=]

Deu branco.
Tão branco
E profundo
Que parecia
Pior que as trevas

Foi um branco
Tão branco
Tão louco
Que me jogou
Além
Lá fora
No escuro

No branco
E no escuro
Eu era outro
Não eu

Quem fui
E quem sou?
Quem eu serei
Será eu?

No branco ou no escuro
O vazio é absoluto

Que eu não perca
Nunca
Nas vidas
Os meus tesouros
Os meus encantos

E se o tempo os levar
Que eu os guarde sempre
No coração

Que não falte jamais
Pra você
Pra mim
A força necessária
Pra seguir em frente
=]