sábado, janeiro 17, 2009

Carnaval

Fazia muito tempo que os três não se encontravam, desde o último fim de semana, e já era quarta-feira. Entre os vários assuntos de sempre e algumas histórias repetidas, o assunto passou a ser o Carnaval. Estava perto já, faltavam só dois meses. Em cima. Começaram a discutir os planos para a data cristã, feriado mais aguardado por todo o País.

-Eu acho que deveríamos ir todos para uma casa de praia que eu vi na internet. Vai ser um negócio massa. Sodoma e Gomorra vão parecer conventos perto de lá. Os mais loucos da cidade estarão presentes.
-Eu não quero ir pra uma casa assim, disse Um.
-Nem eu, completou o Dois.

Estava criado um impasse.
-E para onde vamos então?
-Eu tava pensando em ir pra alguma serra, curtir um friozinho, um bom vinho, jazz e blues, mpb, chorinho, samba e muito mais. O frio é ótimo para curtir com namorada, disse Um.
- Pra você que tem namorada é ótimo, mas nós somos solteiros, disse Dois.
-Eu também não quero ir pra serra, disse Outro.

O impasse continuava.
-Vamos votar então?
-Eu não quero votar, disse Um.
-Nem eu, disse Dois.

Ficaram os três pensando. Se não fossem votar como iriam fazer? Iriam passar o Carnaval separados depois de mais de vinte anos juntos? E é porque o mais velho tinha vinte e cinco agora...
- Falta você dizer sua proposta ainda.
-É verdade, disse Outro.
-Eu nem sei para onde vou, vou ver com a minha "amiga"...
-Como assim "vou ver com a minha 'amiga'"?
-É porque a gente tá ficando, se conhecendo melhor...
-Ihhhh, disse o Dois.

O impasse aumentou, agora eles tinham uma situação para complicar mais as coisas. Deveriam decidir o melhor para os três, mas a separação não poderia acontecer. Jamais. E por qual razão não separar mesmo? Besteira de jovens homens ou laços fortes de amizade? Mesmo depois de tanto tempo, eles não saberão responder. Mas continuarão brincando o Carnaval juntos, com os filhos e famílias.

No entanto, naquele dia, havia uma indecisão: serra, praia ou outra opção? A discussão poderia durar muito tempo, talvez só acabasse na quarta-feira de cinzas, por isso tinham que se apressar para curtir o feriadão cristão de todos os religiosos e não-religiosos.
-A praia vai ser massa!
-E a serra então?
-Ai, ai, onde ela estiver estará perfeito...

Aquele depoimento mexeu com os outros dois. Um balançou a cabeça como que dizendo:
-Tá perdido esse aí...

Outro não se agüentou calado com aquela afirmação e começou a falar e se exaltar:
-Como assim? "Onde ela estiver estará perfeito?? E nós? Como ficamos? Não ficará bom se estivermos juntos? As mulheres passam e os amigos ficam! Vai nos deixar de lado agora? Depois de tantos anos? Isso não é pressão. E também não é ciúme.
-Não é ciúme?
-Não! Mesmo quando tu namorava a Cátia, aquela louca ciumenta-psicótica-paranóica, durantes aqueles três anos loucos, o Carnaval era todo mundo junto. Agora, acabou de conhecer essa daí e já quer ir embora? Não é assim não!
-Na verdade, é o seguinte...
-Pois eu sou contra! Devia era ter uma lei proibindo se apaixonar antes do Carnaval. Até imagino como seria: Artigo 1 – Fica proibido se apaixonar antes do Carnaval. Artigo 2 – Fica permito se apaixonar durante a tal data, até mais de uma vez, caso aconteça. Artigo 3 – Fica permitido se apaixonar no fim da data, e até depois, mas não é obrigatório. Pronto, assim estaríamos todos resolvidos e o mundo poderia viver em paz!

Depois disso, ninguém falava mais nada. Até que ele decidiu falar.
-É o seguinte, eu tava pensando em passar o Carnaval com a Outra...
-O quê? Minha irmã? Disse o Outro.
-Eita, que enrolada, disse Um.
-É isso mesmo, disse Dois. E nem adianta se estressar não. Vai passar todo mundo junto como sempre foi. Mas sem ficar namorando escondido com tua irmã, como das outras vezes. E tem mais, ela me disse que vai pra uma casa com umas amigas e disse que eu poderia chamar mais gente. Topam?
-Amigas?
-Minha namorada vai gostar muito não, mas por mim vamos sim.
-Então está fechado! Vamos ficar todos juntos!

E já estavam indo embora, cuidas de outras coisas menos importantes da vida, até que Um perguntou:
-E sim, vamos pra onde mesmo?
...
=]

5 comentários:

Carla P.S. disse...

Eu vou pra onde o vento me levar, não-adepta que sou dessa festividade.
Ano passado foi ouvindo música eletrônica e ficando com europeus,
nada mal né?
Um café,
animado.

lorena disse...

eu vou a procura de um lugar de sossego como sempre. mas o texto do um, do dois, do outro e da outra me arrancou boas risadas como só o cronista rafael é capaz de arrancar!


adoro

=]

Diego Medeiros disse...

Eu reconheço as conversas de véspera de Carnaval. Mas há algo diferente no texto: o que a razão não esmiuça.

Abraço saudoso querido Rafael.

~PakKaramu~ disse...

Visiting you

~PakKaramu~ disse...

Hallo there,

I am from Malaysia south east Asia, my language is Malaysia language and my religen is muslim