quinta-feira, abril 01, 2010

quarta, feira

Este texto estava programado para ser postado ontem, mas por motivo de força maior (a chance de escrevê-lo) não pude fazer.

Se em um dia o trabalho maior é ter o que falar, em outro pode acontecer o contrário. Até mesmo na mesma ocasião, sem assunto, a inspiração pode chegar, puxar uma cadeira e ajudar a escrever um texto. Ontem, ao dizer da falta de assunto, eu escondia pelo menos três assuntos, tentando guardá-los para uma ocasião de trabalho mais dedicado, e não do modo como faço agora, apenas escrevendo, conexão direta cabeça-coração-computador. Por vezes, ainda acontece um conflito, mas as palavras-sentimentos saem.

Quais seriam os tais três assuntos. Ainda agora tenho medo de falar sobre e não conseguir parar de falar. Primeiramente, a morte do querido Mestre Armando Nogueira. Um dos maiores cronistas esportivos brasileiro, criador do JN, apaixonado pelo time carioca da estrela solitária, acreano, descendente de um (a) cearense e louco por esportes. Futebol então nem se fala, deixou frases célebres, falando de Garrincha, Pelé, Zico, Maradona e outros que apresentavam um futebol de poesia e nos enchiam os olhos com suas jogadas, enquanto ele nos encantava com suas palavras, com seu estilo refinado. Perna-de-pau com a bola, gênio com as palavras.

O outro assunto, mais complicado ainda, é o meu coração. Ele tem sido um “problema” constante, pois, sempre ao aparecer ele toma conta de tudo e não me deixa escrever sobre mais coisa alguma, chega e monopoliza todas as atenções, não consegue dividir espaço com outros assuntos. E lá se vão meses nessa história, mas eu sei que vai dar tudo certo, vai dar pra casar tudo certinho.

O terceiro assunto seria uma crônica, a minha coleção de pores-do-sol (coisa mais complicada de falar...). Eu fui o encarregado de comprar o bom pão nosso de cada dia, e, no caminho, me deparo com um fim de tarde tão triste e tão bonito. Um quadro, com cores frias e tristes, como se o dia não quisesse ir embora. Em meus outros quadros, móveis e celestes, tenho na memória imagens belíssimas, mistura de cores sem descrição. Azul, roxo, vermelho, laranja, rosa e outras com as quais o criador brinca de colorir meu fim de tarde. Essa é a hora de sair, de onde estiver, dizer que vai respirar, tomar o velho cafezinho, atender uma ligação, sei lá, e sair para apreciar um pouco. Metáfora de renascimento diário, com novas possibilidades de mudança e de caminhos.

Depois, na parte alta da noite (como é isso mesmo?), ela aparece. Como quem não quer nada, sem fazer esforço para ser notava, chega e rouba a cena toda para ela. Brilha, encanta e apaixona. A lua é complicada até pra adjetivar, tão bela ontem, na verdade, esses dias. Estava protegida por um círculo branco, tal qual véu em noiva. Não tem como não ficar hipnotizado, ficar lesado, saudosista, pensativo olhando pra ela. Até o mais insensível dos brutamontes torna-se o mais incurável dos românticos...

A lua, tão linda, sozinha lá no céu. E eu aqui na varanda com os pensamentos longe... Presente de corpo, ausente de mente. Sozinho, de corpo. Muito bem acompanhado, de espírito, de coração... Não, eu não fico mais sozinho, mesmo estando só, meu coração, feliz, não permite.
=]

4 comentários:

Hilário Ferreira disse...

A lua chamou a atenção por esses dias... tanto que às vezes esqueço que ela tem um lado negro(The Dark Side of the Moon) e esqueço mais ainda que ela não tem só um lado escuro, mas que ela é toda escura, apenas reflete os raios de sol. Ainda bem que por do Sol é no plural...

Gisa Carvalho disse...

O coração confunde. O pôr-do sol é lindo, e vem seguido pela lua prateada pra confundir mais ainda o coração. =*

Naiana Iris disse...

Entrei neste blog por curiosidade e encatei-me! Incrível a capacidade de misturar os assuntos sem deixar-nos confusos.

Adorei o seu blog, parabéns!

Leni.com disse...

Fazer do simples uma ocasião que só em suas palavras se revela,tornar visível uma beleza nem sempre notada...é este seu encanto na escrita,a beleza de suas letras..."com sabor de fruta mordida"..que legal..muito bom!!