sábado, abril 17, 2010

Ela e eu

Ela e eu

Finalmente, o reencontro, o perdão. Desde a sexta-feira da santa semana não nos encontrávamos. Não havia mágoa, não havia tristeza, mas muita saudade. Eu sei, ela poderia viver sem mim, mas não imagino minha vida sem ela. Ontem, no fim de tarde, com o céu em transição do claro para o escuro, o esperado encontro. Um sorriso dos dois lados, o meu e o dela, sorriso da lua, sumida por muito tempo por um erro meu. Mais uma vez estava minguante, sorrindo o mais fino sorriso para mim, só para mim.

Qual o motivo de tal sumiço? Fingi não saber, alegando inocência e consciência tranqüila. Tentei me enganar. Engano, não dá pra ficar se enganando o tempo todo, funciona por um curto momento, mas depois acaba. A verdade é a seguinte: tão bela estava mais uma vez lá no céu, olhou em meus olhos e me pediu um romance. Um romance, em plena sexta-feira, da paixão.

Como se nega um romance para a lua? Quem tem coragem de fazer algo desse tipo? Ou a burrice necessária para tanto? No meu caso, eu tinha a burrice. Eu queria, mas não podia. A lei do momento diz para se aproveitar todas as oportunidades que a vida dá, mas eu não podia, eu não podia... Minha amada eu te peço perdão, estava sempre à tua procura, sofrendo feito um cão. Minha amada tão distante, te peço com o coração, não desapareça mais assim, ou dos versos eu abro mão.

Minha história assim com ela é deveras engraçada, todas as noites, antes de dormir, eu necessito dar uma olhada, pra saber se está no céu, pra saber como é que está, hábito desde menino que eu não penso em mudar. Se não fosse pela lua, que seria dos meus versos? Dos casais apaixonados? Sempre lá por cima, fazendo a alegria de novos e velhos. Não costuma-se dizer ser a lua propriedade dos lobisomens e dos apaixonados? Não, hoje não, hoje ela é minha e somente minha para fazermos as pazes e matarmos a saudade...

Ps: O título seria A lua e eu, música belíssima cantada por Cassiano, mas achei melhor não, fica a dica...

=]

13 comentários:

Hilário Ferreira disse...

E é que ela só reflete a luz que projetam sobre ela...

priscila lima disse...

tenho esquecido de observar a lua esses dias. vou voltar. o céu, mesmo por aqui, ainda é bonito.

vamo resolver esse nosso desencontro, dessa semana não passa. pode ser na quarta? é feriado. tem planejamento do coletivo.. mas a gente podia se ver no fim da tarde.
pode ser?
saudade.
beijos

marinaCavalcante disse...

Canta
Canta que a lua te ouve
Que a lua te sente, mesmo de longe

Canta teus versos
Que, com ternura, encantam a lua

Joga a alegria do teu sorriso
Pros céus
Em direção a ela
Que ela te vê
Que ela te sente

;* Beijinhos!

Tamyle Dias Ferraz disse...

"...o vento faz eu lembrar você..."
linda a música!

Apesar de gostar do sol- como o próprio nome do meu blog sugere- a lua exerce seu encanto sobre mim.
Quem namora conhece os poderes dela.

belo texto! *-*

leni.com disse...

Texto suave como a musa inspiradora.

Muito bacana q. vc seja leitor do maravilhoso Drumond.

Gisa Carvalho disse...

E esse amor com a Lua..
Ainda bem que vc não é o sol, pq como diz Arnaldo Antunes:: "O Sol pediu a Lua em casamento,
E a Lua, disse:
Não sei, não sei, não sei
Me dá um tempo.

E 24 horas depois o Sol nasceu a Lua se pôs ..."

Naiana Iris disse...

Quase nunca reparo na lua,mas em seu texto ela parece tão real,amada...
Bonito o jeito que você escreve, fez até nascer um riso impensado no canto da boca enquando eu o lia.
Voltarei mais e mais... E obrigada pelo cometário no blog ''mais das mesmas''...
beijo, uma das mesmas...

Carla P.S. disse...

Gozado. Tava ouvindo "eu e ela" do Natiruts. E sobre a lua......
Sem comentários.
Um cafe, fica a dica.

Mariana Amorim disse...

Oi Rafael, desculpa-me pela demora da visita. achei seu texto sublime e encantador. Tens uma fã.
P.S: Sobre o aviso contra o plágio peguei o código no tudo para blogs. Só não lembro a url, se der vê no santo google.
beijos mil

*** Cris *** disse...

Oi, como vc está?
Um história de amor sempre faz a diferença em nossas vidas.
Bjs!

c.miChel disse...

me fez pensar, ou posso dizer viajar também. Boa postagem.

Juscelino disse...

Viajar, pensar, refletir... muitos dos teus textos causam esse impacto na gente. Esse não foi diferente. =]

Rafael disse...

Minha amada tão distante, te peço com o coração, não desapareça mais assim, ou dos versos eu abro mão.

lindo isso kra

parabens

vc eh poeta