terça-feira, janeiro 25, 2011

Carta aos leitores amigos e aos amigos leitores

Pois é, pessoal, estou de volta. Gostaria de agradecer o apoio, a força e a energia de todos (que veio pelo MSN, por mensagens, comentários e ligações). Só para dizer que estou bem, muito bem. Estou feliz e em paz com a minha morena (e amando e sendo amado bastante. Te amo, meu amor!).

Há tempos não vinha aqui conversar, não é? Sentia falta dessa troca de ideias por aqui. Gostaria de agradecer aos comentários e ao carinho de sempre. E gostaria de dividir com vocês também algumas coisas boas e engraçadas.

Recentemente, recebi algumas mensagens e compartilho com vocês agora. Pensei em inaugurar uma seção mais ou menos como “Carta dos leitores”, sendo que não são necessariamente cartas pelo fato de ninguém me mandar cartas. Um espaço para o leitor. E vamos agora falar de algumas mensagens.

Algumas mensagens elogiaram os textos, o blog em geral e até (pasmem!) alguns atributos físicos deste que vos escreve. Quem não gosta de receber elogios? Eu gosto, demais (embora alguns elogios me deixem bastante encabulado). Alguns bons elogios foram “eu passei a noite lendo teus textos”, “passei três dias lendo teus textos”, “mostrei teu texto para minha amiga/irmã/mãe” ou namorado ou amigo ou seja lá o que for, “lindo”, “amei”, “lembrei de fulano de tal”, e alguns outros. Agradeço de coração. Acho também muito legal quando vou todo empolgado mostrar um dos textos antigos para alguém e escuto o “esse eu já tinha lido”.

Algumas mensagens eram esculhambando carinhosamente. “Caro blogueiro, peço que escreva mais sobre você, sua vida e seus amores”. Bem, esse aí não deve ler muito o blog ou então eu entendi errado. Outro leitor esculhambou o blog de tudo que é maneira possível e no final deixou o contato para “conversamos”. O sujeito só esculhamba, cheio de si e de razão, só ele é certo, e eu ainda vou discutir? Eu mesmo não. Se ele não gostou, nada posso fazer. É só não ler mais.

Um reclamou que tem poucos textos e que eu deveria escrever mais. Concordo, gostaria de escrever mais, mas nem sempre consigo e também texto NE assim tão fácil não,Complementou o comentário me classificando de alguma coisa de teor literário não muito compreendido. Um sujeito pediu textos mais densos, menos superficiais. Bem, isso aí depende de quem lê, ou de quem escreve? Infelizmente, caro correspondente, escrevo do jeito que gosto.

Uns comentários engraçados chegaram perguntando pelo Cafas, onde ele anda e se tem como eu passar algum contato dele. “Ei, tem como me passar o telefone dele? Eu acho que essas histórias aí são exageradas. Ele deve ser um doce de pessoa”. “Se tem muitas mulheres, a culpa não é dele, mas dessas ‘enxeridas’”. Uma senhora mandou uma assim: “Acho ótimas as histórias do Cafas, ele deveria aparecer mais vezes. Se ele tem esse dom, por qual razão não utilizá-lo?”.

Outra disse bem assim: “Ele é bom mesmo? Manda pra mim. Diz pra ele me ligar que eu dou um jeito nele, comigo ele se aquieta”. Uma, mais afoita, falou assim: “Aposto que se ele me conhecer, vai querer largar todas as outras. Vou fazer ele se apaixonar e provar do próprio remédio”.

Eu até tinha uma idéia para um texto, mas hoje eu vim só para conversar mesmo. Obrigado pelo carinho e atenção. Tudo do bom e do melhor para todos nós. Sempre. Beijos e abraços!

Ah, sim. O Cafas, quer dizer, o Pedro, muito tímido, deixou um recado. Agradeceu o carinho e lembrança das moças e senhoras. Disse ainda que não saber nada dessa história de Cafas e de que tudo não passa de invenção para acabar com a imagem dele. Disse bem assim: “Essa história de ser cafajeste e de ter muitas mulheres é boato puro. Não sei nada disso que vocês estão falando. Se é verdade que eu sou o Cafas e tenho um monte de mulher que esse texto acabe agora!”

=]

6 comentários:

garotadefloral disse...

q bom um espaço pra geral!
salve salve viajante!
e cafas é só q o tem por ai se alguem quiser contato eu tenho uma lista...kkkkkkkkkkkkkkk

Tamyle Ferraz disse...

Adorei esse momento de carta ao leitor.
Você merece todo esse carinho. Qaunto ao Cafa...
ele atende pelo codinome de 'Léleu das Moças'???

rs


beijão
ah, deixei um selinho para você, vai lá conferir

YslanRodrigues disse...

HEHEHE Esse cara!!!! Ei man, cadê aquele rafa que eu conhecia...nem parece mais aquele...a barriga vai crescendo e ficando branca. kkkk

Valeuu

Lu disse...

meu namorado não é isso, Yslan. ¬¬

Gisa Carvalho disse...

Estou sempre por aqui! =)

Hilário Ferreira disse...

"Leléu das moças"?
Descobriram!
Agora ele vai ter que mudar de cidade de novo!



Um ponto legal do blog é você tirar as coisas do mundo real e trazer pro virtual e mais interessante ainda é fazer do que era meramente virtual coisas reais como os contatos das pessoas com você.