sexta-feira, dezembro 03, 2010

Faz falta

- Sabe, é isso que eu tô sentindo.
- Poxa, entendo, acho que até já passei por isso...

- Tenho tanta coisa pra fazer, estudar, pesquisar, escrever... Tanta coisa que eu não tenho tempo nem de ser eu mesma... Tu achas que eu tô sendo muito dramática?
- Não, nada disso. Tem muita verdade nisso aí. São tantas preocupações que não conseguimos relaxar, desfazer as barreiras, ficar em paz...

- Eu não vou reclamar da minha vida, ela é muito boa, mas eu queria só
mais um pouco de tempo...
- E nem é apenas um pouco mais de tempo, mas saber aproveitar esse tempo.

- Eu sinto falta de tanta coisa, de conversar com minha melhor amiga, de ler um bom livro, de ver um filme sossegadamente...
- Eu também sinto falta disso tudo e de ficar conversando besteira, de ficar olhando pro tempo, de ficar observando as nuvens, olhando pras estrelas com o pensamento lá longe...

- Ei, eu sinto falta de fazer brigadeiro de panela e ficar engordando sozinha, de fazer pipoca e rindo de filmes sem graça, de passar tempos ao telefone.
- Eu sinto falta de conversar bem muito ao telefone também, de escutar alguém cantar pra mim por ele, de adormecer ouvindo música ou lendo um livro, de acordar sem pressa de tomar banho e comer, tudo no automático...

- Eu sinto falta daquele beijo, sabe? De querer roubar a alma pela boca, apaixonante e de tirar o fôlego, daquela mão no pescoço, daquela mordida cheia de vontade
- Eu também sinto falta disso tudo, de ficar deitado na rede, dormindo sossegado, de ficar num banco a ver o fim de tarde, do frio da madrugada me obrigando a bater o queixo, de encarar papagaios e gatos imaginando o que estão pensando...

- Eu sinto falta de ir para a serra, curtir o frio, de ir pra praia, curtir o calor, de dividir uma pizza, de me lambuzar de chocolate, de abraçar os bichos de pelúcia até quase estrangulá-los...
- Eu sinto falta de passar mais tempos com meus irmãos, vendo TV, filmes,
jogando bola ou videogame, de ler quadrinhos e piadas, de conversar besteiras e rir até doer a barriga e as bochechas, de gritar de alegria e abraçar bem forte meus amigos.

- Eu sinto falta de ir pro cinema e ver um filme bom, de ir pro teatro, de tanta coisa boa que eu fazia...
- Eu sinto falta disso tudo também, de sair pra comer com o pessoal, de ir pra um show tranquilo, sem multidão, que dê para curtir sossegado, de ficar um pouco sozinho...

- Eu sinto falta de tanta coisa... Acho que tô sentindo falta de mim, da minha companhia, de todos os meus problemas e de todas as minhas coisas boas!
- Eu também sinto falta disso tudo...
=]

6 comentários:

Jéssica Trabuco disse...

As vezes sinto falta de mim também.. e confesso que é uma das piores faltas que já conheci!

Emília Martins disse...

Fiz um selo no meu blog e indiquei o seu!!! http://emiliamdebrito.blogspot.com/2010/12/selo-de-qualidade.html

Gisa Carvalho disse...

Sentir falta é coisa de quem vive(u) coisas boas! =D

Inacreditável Mundo de Múltipla Lua disse...

Eu, tbm ,sinto falta disso tudo, de me visitar , principalmente, mas um dia desses,numa noite de lua cheia,passei pelo meu blog e lendo algo que tava lá, inspirou-me, simples assim!!!!
Existe coisa melhor que isso, energias transitando em nosso sangue???!!!

Hilário Ferreira disse...

Sempre bom rever você, até no mundo real...




Abraço

Tainá Facó disse...

seu texto me remeteu a um trecho do Caio F. que diz exatamente assim:

''- Às vezes sinto falta de mim.
- Eu também, menina.
- Sente falta de si?
- Não, de você. E dói.

[Silêncio]

- Me abraça?
- Sempre.''

lindo tudo aqui, como sempre :)