terça-feira, junho 01, 2010

Conversa ao telefone...

- Alô, bom dia.

- Alô, é o senhor Gabriel?

- Gabriel? Sim, é ele mesmo! Com quem eu falo?

- Aqui é Evergleide do clube de vantagens do MuitoBomCard. Por conta do seu bom relacionamento com o comércio da sua cidade, o senhor foi escolhido para fazer parte do nosso seleto clube. Saiba que toda a nossa conversa está sendo gravada para segurança mútua. Senhor Gabriel, o senhor é casado?

- Demais! Sou muito feliz e tenho um filho lindão e muito esperto, garoto de futuro ele, vai longe. Com uma criatividade.

- Ótimo, nós ficamos muito feliz com isso tudo.

- Sério, poxa, obrigado. Você é casada Evergleide?

- Bem, sou solteira, mas sozinha eu não sou. Mas escute, o senhor exerce atividade remunerada?

- Muito bem remunerada. Estou com o imposto em dia e sempre investindo para que meus negócios prosperem. A propaganda é a alma do negócio sabia? Sempre escutei falarem isso e vi que é verdade. Escute, Gleide, você acredita que meu negócio começou tímido e hoje já tenho uma ótima renda mensal. Você também pode, é só acreditar e se empenhar com todas as forças. Você pode, basta querer.

- Obrigado, senhor. Prometo lembrar desses conselhos. E qual a atividade mesmo?
- Digamos que eu faço parte da indústria do entretenimento.

- O senhor é um industrial?

- Não é bem assim...

- E qual o seu cargo.

- Digamos que eu sou o meu chefe, sou o próprio patrão.

- E qual é mesmo a sua profissão senhor?

- Sou michê.

- ...

- Alô, tá por aí ainda?

- Desculpe senhor, pode repetir?

- Michê.

- O senhor quis dizer maitrê?

- Não, não. Michê mesmo. Anota aí: ême, í, xis, ê. Michê.

- Mas isso não é profissão!

- E quem disse que não? Eu não tiro meu sustento daqui e o da minha família? Não é
um trabalho honesto? Não pago imposto? Então...

- E a sua mulher não diz nada?

- Bem, ela era contra no começo, mas viu que era o melhor para todos nós. Com as outras é puramente profissional.

- Mas senhor...

- E eu sou honesto sim, pode confiar. Algumas mulheres me enganam, pois meu serviço é apenas para solteiras. No entanto, posso ver foto de outros homens pela casa e bem, já estou por lá mesmo, então...

- Mas senhor...

- E posso garantir um serviço bem feito. Se reclamar eu ainda devolvo o seu dinheiro, Como você tem meu número por aí e eu já te conheço, sei que é honesta e trabalhadora. Precisando, pode entrar em contato.

- Então o senhor não tem carteira assinada?

- E isso realmente importa?

- Importa muitíssimo, muito obrigada pela atenção. Até uma outra oportunidade.

- Não se encabule na hora de ligar, hein? Eu prometo guardar segredo...

- ...

Então, uma voz vem da cozinha.

- Ô Júnior! Vem logo almoçar ou tu vai se atrasar para a escola. Quem era no telefone?

- Era para o papai, mas não deixaram recado.

=]

9 comentários:

Josi Puchalski disse...

hehehehe

Bom menino.


:-O

Gisa Carvalho disse...

Boas risadas pra começar bem o dia.
=)

Tamyle Dias Ferraz disse...

"E posso garantir um serviço bem feito. Se reclamar eu ainda devolvo o seu dinheiro."


Rafael, vc pode me passar esse número o mais breve possível...
hauahuahuahuahuahuahuahuahauha


Brincadeiras a parte, sempre criativo e bem elaborado...
bjão
=]

Géssica Andrade disse...

shauhsuahsu '

muitas risadas aqui.. ^^

marinaCavalcante disse...

Uou! Hehehe

Engraçado é ver os dois, altamente profissionais, ao telefone... hein?
Coitada da pobre moça do telemarketing. Rs Cabra safado!

Beijos, Rafa!

c.miChel disse...

eu ri litros....rs ótima

Karina disse...

rsrsrs... bOa bOa.

Adorei como sempre!

Abraço ;)

Leni.com disse...

Gostaria de ter esta criatividade ao receber uma dessas vendas de produtos...rsrs..Vc é travesso e encantador nos escritos..rsrs

Rafael disse...

ai ai d+

muito bom kra