sexta-feira, fevereiro 05, 2010

Explicando

- Então quer dizer que isso não aconteceu?
- Não, infelizmente, não.
- Mas foi tão bonita a cena toda, a parte do eclipse e tudo mais...
- Pois é, fruto da minha imaginação.
- A menina existe pelo menos?
- Existe sim. Na maior parte dos textos eu penso em alguém pra poder me inspirar, são minhas musas, diversas e especiais.
- A menina do texto do vento levantando a saia existe?
- Existe sim, mas nem a conheço. Nem a do texto da primavera, nem a de vários diálogos. Algumas vezes as pessoas acham que escrevo para minha namorada. Nem namorada eu tenho...
- E a morena do samba que eu vi dia desses, existe?
- Bem, assim, existe mais ou menos. Uma amiga minha. Foi inspirado nela o sambinha.
- E ela gosta de samba?
- Não só gosta como canta, e muito, muito bem.
- E ela sabe disso?
- Não, não, vai saber lendo este diálogo.
- Então eu vou virar personagem de um dos textos?
- Sim, vai sim, espero não te desagradar com o enredo...
- Como assim?
- Na verdade, algumas coisas acontecem de verdade, outras, nem tanto. Em todos os textos é mais fantasia, coisa da minha cabeça mesmo. Eu imagino diversos cenários e diálogos e alguns acabam em texto lá para o blog.
- Ah, meio esquizofrênico, né? Histórias fantasiadas, tu não é louco não, né? Brincadeira, na verdade, adoro ler teus textos.
- Valeu, fico feliz por dividir minhas “viagens” e saber serem elas apreciadas por alguns.
- Então, outra dúvida minha: tu já teve alguma coisa com todas as mulheres presentes aí nos textos?
- Não, não. Como disse antes, muita coisa ali é fantasia. Nunca aconteceu. Algumas aconteceram sim, mas, só quem sabe sou eu. Se eu confirmar todas as histórias dizendo se é verdade ou mentira antes de colocar o texto, não sei, acho que perde a graça.
- Tudo bem, era só ciúme besta mesmo. E então, lá no texto, eu vou estar, não é?
- Vai sim.
- E como vai ser?
- Não sei. Ás vezes eu penso em versos, ás vezes em texto. Começo com um e termino com outro, troco tudo. Não sei nem dizer não, apenas posso garantir uma coisa: vai aparecer por lá!
- E lá na história vai ter beijo?
- Lá não.
- Poxa, que triste. E aqui?
- Bem, aqui já é uma outra história...
=]

5 comentários:

Gisa Carvalho disse...

E quando eu serei personagem?

Josi Puchalski Sousa disse...

Nós lá do Eutímia também queremos ser personagens! Hehehehe, brincadeira. Adorei o texto e a forma como foi escrito. Na verdade, muita gente pensa que tudo que os blogueiros escrevem acontece. E é verdade, acontece. Mas, as vezes, apenas dentro da nossa imaginação. Afinal, vida real nem sempre tem tanto lírismo assim.

Um grande beijo

Hilário Ferreira disse...

rsrs Todas as mulheres personagens já passaram por você? rsrs
Um Pedro Lyra,um Chico Buarque,um Vinicius de Moraes...
O texto é fantasia, mas se bem que, ás vezes, a vida imita a arte...

priscila lima disse...

que bom sempre passar por aqui! consegue deixar meu dia melhor sabia. adoro esses diálogos. tem um assim comigo um dia. daí a gente transcreve! hehehe
saudade de tiiii!!
demais!
beijosss

Carolina Nogueira disse...

Adoro, Yaya. Adoro teus textos!