segunda-feira, fevereiro 22, 2010

Como é o nome disso?

“Eu, como sempre acontece agora, rotina consolidada já, vou dormir pensando em ti. E quando acordo mal, não é somente por conta da dor nas costas, é por conta dos constantes pesadelos sempre te perdendo. Nada me alegra tanto quanto ver um recado teu, pergunta, comentário, mensagem (me ligar que é bom...) ou nossas conversas cotidianas.

Agora, felicidade mesmo, mais forte, é quando te tenho em meus braços mais uma vez, feito casulo protegendo a borboleta, tal qual a ostra protege a preciosa e bela pérola. Como nem tudo é perfeito, não posso te ver todo dia, mas um dia por semana não é o ideal, não me satisfaz. Ainda assim, entendo tua realidade, o teu momento atual.

Na verdade, quando comecei a escrever não tinha a menor idéia do que ia te dizer, e, nem agora sei mais como continuar. A realidade é a minha constante saudade de ti. Até depois, nos falamos, nos vemos, nos...”

- Meu amor, que lindo!

- Poxa, gostou mesmo? De verdade?

- Claro! E que milagre, não é mesmo? Tu nunca escreves pra mim, só quer saber dessas outras musas aí...

- Eita, mas que história! Deixa de drama. Eu nem consigo mais escrever para as outras, fico contigo na cabeça o dia inteiro mesmo. Isso ainda vai dar problema quando as outras musas voltarem... No entanto, fui sincero (espero ter sido de um jeito que se possa ser).

- E eu percebi isso mesmo, outro milagre, tu sempre é muito enrolado, seja falando ou escrevendo.

- Eu estava embriagado.

- Tu bebe? E ainda mais, tu bebeu antes de ir dormir?

- Não, nada disso. Eu estava embriagado de sono, sinceridade à flor da pele contrastando com minha embriaguez de amor, sempre reforçando minha timidez.

- Tu, tímido? Não acredito...

- Controvérsias, mas tudo bem. Eu só tenho uma dúvida agora.

- Qual dúvida?

- Qual o nome desse sentimento?
-...

10 comentários:

Tainá Facó disse...

Quem foi que disse que existe nome pra tudo que a gente sente? Simplesmente sinta.

Josi Puchalski Sousa disse...

Hum...eu conheço esse sentimento. Sei o nome que eu daria para ele, mas e vc, que nome daria? É fácil, né? O que não é fácil é sentir saudades. É querer mais perto, mais tudo. Adorei o texto.

Grande beijooo

Gisa Carvalho disse...

Tive grandes problemas de relacionamento por querer dar nome a tudo. Tanto ao relacionamento quanto ao sentimento. Como disse a tainá, "Simplesmente sinta."

Bia Monteiro disse...

AMOR!
Melhor do q sentir isso... impossível...
Bju Rafa
=)

Hilário Ferreira disse...

Eu não consigo postar comentário!
AAaaarg!
Eu escrevo e o mundo deleta!
Quem nunca teve um amor de carnaval que atire a primeira flecha!

Jamira disse...

gosto de ler tuas coisas, pq imagino tu falando.. essa parte, me veio tua voz na cabeça: '- Eita, mas que história! Deixa de drama.'
quando eu faço meus dramas tu sempre fala isso!

marinaCavalcante disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
marinaCavalcante disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
marinaCavalcante disse...

Contrastando com o quê?

Tua embriaguez de amor? É? ;)

Pronto. Tá aí o nome que você procurava...

AMOR.

Abraço grande, meu querido, e o seu texto está lindo! :*

Dayane disse...

Own!Que lindo!
Cada vez que venho aqui,eu é que me embriago com tantas gostas de amor dos seus textos ^^!