terça-feira, novembro 27, 2007

Mulheres Inteligentes

Muito já ouvir falar: as mulheres inteligentes são as melhores. Não discordo. Cada um tem suas preferências. Ainda existem os que não gostam. Tudo bem, sem problemas. Contudo, não consigo imaginar uma melhor sendo melhor que outra. Cada uma tem seu diferencial, sua beleza única, suas particularidades, tornando-a especial. Única. Ainda tem o cheiro, a voz, o modo de mexer no cabelo, o olhar... Melhor ou pior? Deixa isso pra lá.

Vários homens declaram tal afirmativa aos quatro ventos. Já fizeram poemas às mulheres bonitas. Música para as gordinhas, magrinhas, ruivas e loiras. Enfim, para homenagear a todas. Só conheço uma que fala sobre a “loura burra”. Apenas ela. Pergunto agora qual o problema das mulheres “não inteligentes”? Quem pode afirmar quem é ou não é? Quais os critérios? Conhecimentos acadêmicos? Essa história está muito mal contada... E aquilo aprendido na “escola da vida” não vale? Não conta como conhecimento? Não pode permitir uma boa conversa? Tudo bem, isso não é suficiente, mas não gosto do radicalismo.

Seguinte, e daí se ela acha que a Faixa de Gaza é pra fazer curativo? E se ela pensa na Bastilha como algo para melhorara o hálito? Qual o problema? E se ela pensa no Tiradentes como o primeiro dentista do Brasil? E que as Pirâmides são feitas de Lego e as nuvens de algodão? Qual o problema? Eu ainda acredito que as nuvens são de algodão.

E o fato dela no meio da noite virar pra você e dizer: “Não amor, sexo oral é coisa daqueles tarados que querem de hora em hora...”. E daí se ela acha a baleia o peixe “mais bonitinho” e o golfinho o “peixinho mais inteligente”? E de dizer outro dia:

- Sabe amor, existem muitas pessoas inteligentes no mundo né?
- É verdade.
- E quando um autor cita outro então é porque ele também é bom né?
- Ele pode elogiar ou criticar, mas se é citado, deve ter algum destaque...
- Então esse tal de Ibidem deve ser o melhor de todos...

Isso pode até tirar o sono por algum tempo, mas você vai querer entender que ela falou assim por causa do bom humor. Ela vai começar a se esforçar para entender tudo que é dito por você. Vai estudar o máximo possível. E mesmo assim, se não conseguir essa proclamada “inteligência”, você não deixá-la sentir-se frustrada.
Porque quando você está voando alto demais, ela vem e te “aterrissa” com um abraço ou se agarra à ti para compartilhar um vôo. E quando você não acredita em mais nada ela vem e diz: “Calma, vai dar tudo certo”. E você se esforça para acreditar. E quando você parece perdido, basta ela pousar o olhar em você, para nada mais fazer sentido, para o mundo parar e você entender que nada disso importa quando se está com ela. Inteligente ou não.

3 comentários:

marinaCavalcante. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
marinaCavalcante. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
marinaCavalcante. disse...

Que lindo! **,

Adorei o texto! Especialmente o final e esse trecho: "Qual o problema? Eu ainda acredito que as nuvens são de algodão."