quinta-feira, dezembro 08, 2011

Eu sou o teu amor

Todo mundo tem um amor. Ou, pelo menos, deveria ter. O teu amor sempre renova as tuas energias. Não deseja só briga, quer carinho, quer amor, muito amor. Teu amor é capaz de te fazer iniciar uma revolução e derrubar uma ditadura só para conseguir um sorriso. Não temos preconceito quanto ao tipo: pode ser amor de mãe, de pai, de filho, de amantes, de irmãos... O importante mesmo é que seja amor.

E o teu amor, bonito, sempre, vai te fornecer tudo que for preciso para tu ser uma pessoa melhor. Vai te dizer, sem medo, teus defeitos e enaltecer tuas qualidades. E vai ter amar ainda mais por tudo isso. Por ter consciência da nossa simples condição humana, vai te admirar ainda mais.

Teu amor vai te fazer chorar e rir como um louco, de amor. Estudos interplanetários mostram que o amor faz dessas coisas e, muito, muito apesar, de nem todos os seres humanos estarem com uma cota boa de amor doado e recebido, ele segue na lista dos sentimentos transformadores.

Se a vingança é um prato que se come frio, o amor é um prato para qualquer hora e qualquer situação. Pode ser na madrugada, no amanhecer ou entardecer, ele não muda. O amor não se vinga, do mesmo jeito que não “paga na mesma moeda”. O amor só paga com amor.

E se o amor sente ciúmes? Sim, pois quem tem um amor, tem medo de perdê-lo. E não existe vergonha nenhuma nisso. Todo mundo tem. Todo mundo sente. Todo mundo sabe que o ciúme deixa a gente meio fora de si. Como se vence o ciúme? Com amor, muito amor.

Os médicos todos deveriam receitar o amor. Tudo bem, não se compra, mas se dá e, assim, se recebe. O amor é como uma árvore, começa com uma semente e requer carinho. Quanto mais tomamos conta, bem maior é a chance dele nascer forte, bonito. O amor se alimenta de sorrisos, lágrimas, olhares e gestos. O amor abraça de corpo inteiro e com vontade de nunca mais largar e proteger de todos os males do mundo.

O teu amor vai te levar pra casa e contar uma história de ninar. Vai cantar pra ti desafinadamente e desenhar pessimamente, com amor. Vai cozinhar coisas maravilhosas e outras tantas tenebrosas. Tudo com muito amor e por amor. Vai ser teu médico, professor e psicólogo. Vai ser um porto seguro, água turbulenta e porto seguro de novo.

Vai te levar ao céu e te fazer colocar os pés no chão de modo seguro para que não se machuque. Vai te deixar viver, errar, aprender, errar de novo, acertar e tudo isso muitas vezes, porque assim é a vida. Vai fazer tudo com amor. Vai se doar e, assim, te amar, te amar e te amar...
=]

6 comentários:

Rafael disse...

Quem tem um amor tem medo de perdê-lo.
eh por isso q qd se perde doi tanto
lindo texto pra dezembro rafa.

Rafael disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rafaela Mendes disse...

Ahhhhh.
Rafael, que lindo.
Tão singelo e doce as palavras !

C.MicheL disse...

oi meu camarada. falou bem de amor e falou bonito.eu li e li de novo. este sentimento transformador mesmo. publiquei o link da postagem no meu twitter pro povo ler. abraço.

*** Cris *** disse...

Olá,td bem?
O amor pode ser isso ou aquilo, ma ainda assim vale a pena, sempre vale a pena amar!
Bjs!

Géssica Andrade disse...

Tende por certo: amar se aprende amando.
(Carlos Drummond de Andrade)

Lindo texto, é sempre tão magico e sublime falar sobre o amor! Se bem que acredito que quando se fala do amor, não é a boca que fala, é a alma que grita. Deve ser por isso que é tão magico. =)