sábado, novembro 06, 2010

Dia de cortar o cabelo

Não é fácil cortar o cabelo. E não, eu não sou cabeleireiro. Estava refletindo sobre como é complicado conseguir alguém que corte bem nosso cabelo. E o meu é considerado ruim por alguns. Não entendo, se ele faz a função dele de cabelo, por qual razão deve ser chamado de ruim? Preconceitos capilares à parte, vamos continuar.

Sábado pela manhã, hora de ir cortar o cabelo. Chegando lá, um monte de homens e você ganha um alô se adivinhar sobre o quê conversavam. Isso mesmo, nem futebol e nem mulher, o assunto era política, com a nova presidente no foco da questão. E todos muito animados discutindo, com exemplos interessantíssimo e muito educativos.

“Lógico que ela vai chamar o pessoal do partido dela. Tu ia bem querer trabalhar com teus inimigos, é?”. “Jovem, não deve haver inimigos, todos devem estar unido em prol do povo”. Pois é, ia longe a discussão até alguém falar “eita, cês viram o que o técnico fez?”, e a começa tomou o rumo normal.

Depois de esperar mais ou menos uma hora e meia, chegou a minha vez. O sujeito é um velho conhecido, tempos não cortava com ele, mas resolvi dar mais uma chance. Em menos de quinze minutos estava pronto para ir embora, e se demorou tanto é por conta dele ter parado pra conversar ao telefone durante mais ou menos dez minutos.

Ele quase fez uma desgraça, quase acabou com o meu topete. No final, fiz uma cara de quem não gostou muito e comentei: “não era bem assim que eu tinha pedido”. E ela veio com a resposta de sempre: “rapaz, é assim mesmo, o corte é assim mesmo, já, já ele tá do jeito que tu quer”. E perguntei: “já, já quer dizer depois do banho?”. E ele, bem sério, respondeu: “não, em três semanas mais ou menos...”. Três semanas? E mais ou menos? Por isso eu não cortava com ele faz tanto tempo...

E pra mim, a melhor parte de ir cortar o cabelo é voltar pra casa andando. Faço uma pequena caminhada de alguns bons quarteirões como quem faz o caminho lá de Santiago de Compostela, todo empolgado pelas ruas do meu bairro. Vou (pra variar muito mesmo) pensando na vida e nos vivos. E fico calmo quando gasto energia e penso em coisas diversas que esqueço depois. Muitas vezes, chego em casa, tomo um banho e apago na cama, de tão cansado.

Dessa vez, só uma coisa foi diferente. Ia chegando em casa e quem me conhece sabe o quando eu sou da cultura da paz e do amor, contra qualquer tipo de violência. Sendo que estava cansado, sol forte na cabeça, e vem uma coroa gaiata sem a menor intimidade comigo para brincar e que falo só porque mora no meu mesmo condomínio, querendo tirar uma onda com a minha cara.

Eu sou muito paciente, mas tem dias, ah, esses dias. Ela chegou logo dizendo e rindo: “Finalmente tirou aquele topete horrível, mas tem jeito não, meu filho, ficou feio do mesmo jeito. Tinha corte pra homem não lá ou um menos feio?”. Eu respondi com meu melhor sorriso: “Até tinha pra homem, há uns oitenta anos, quando tu eras jovem e ainda se cortava cabelo na faca. E meu cabelo pode ter ficado feio, mas com o tempo cresce. Pena que no teu caso, minha senhora que graças a Deus não é minha amada mãe, seja mais complicado e não se resolva só com o tempo, vai além do cabelo...”. E fui embora, porque eu sou da paz e amor, mas paciência tem limite...
=]

15 comentários:

Naiana Iris' disse...

Geeeeeeeente, fiquei bestificada. heueheue Muito engraçado e a resposta dada foi muito criativa.
beijos.
Ah, fica tranquilo, daqui umas semanas teu cabelo tá do jeito que você quer ( QUASE PRONTO PRA SER CORTADO NOVAMENTE)
eeheueheuehe

Priscy Little disse...

Há, morro de medo de cortar o cabelo, ultima vez fiz uma franja que nao ficou muito legal, sorte sua de ser apenas 3 semanas pra ficar bacana, o meu foi 3 meses. Ah a sua paciencia é tao gentil. Tambem sou de poucas palavras tipo: Ah vai pra #$%$#&*%*$# rs.

Voltando aquele assunto, sim, sim, sim, moro umas duas horas e meio de fortal = )

Tamyle Dias Ferraz disse...

:O
eu jamais imaginaria você dando uma resposta dessas! Mas paciência tem limite né...



quase chorei: cortaram teu topete?

hãn?

como assim?

ele não tem esse direito!


bjão, Rafa

Jéssica Trabuco disse...

huhahuahuaha...
Que menino brabo! rsrsr
Mas, quer saber? Adorei a resposta :P

rss

paula disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

a velhinha sacana ....

meu bem nem se preocupe cabelo cresce ainda mais devcs homens cresce muito rápido ... as mulheres poderiam ser assim tambem ...

Gisa Carvalho disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Fiquei chocada! Signos de ar...

YslanRodrigues disse...

Maxo, tu falou isso não! kkkkkkkkkk

marinaCavalcante disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
marinaCavalcante disse...

Hehehe! Fico lendo e, ao mesmo tempo, vendo toda cena, te vendo,
sentindo tuas palavras de todas as maneiras.

Legal isso!

Talvez porque eu bem te conheça,
talvez porque seja você bom escritor.

[Talvez os dois.

=*

Abraço grande!

José María Souza Costa disse...

Tenho sentido falta dos seus comentário em meu blog. Sem eles, aquela página perde a graça e o equilibrio. Estarei esperando você lá, com torradas, goiabada marmelão, e muita, muita conversa fiada
Abraços

Anônimo disse...

preciso falar que ri aos montes?
tá se especializando nessa pegada mais humoristica hein rafa?
não vai ser supresa nenhuma ver alguma coisa lá pelo zorra sendo escrita por vc!
MEU COLEGA, BRILHANTE, VC SEMPRE CONSEGUE TER O PONTO CERTO NOS TEXTOS!
BY REBECA SUIANNY

Juss disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Adorei! =P

Helena disse...

Uma hora e meia e vc achou muito? Sorte que vc não é mulher!

Isso me lembrou o meu cabelereiro, não adianta reinvidicar algo, ele faz o que quer...

Morri de rir!

Bjão.

Alberto disse...

Entro neste famigerado sítio e encontro logo uma imagem que me faz chorar de felicidade, ou antes se diria, chorar a felicidade. Realmente uma ideia interessante, mas mesmo assim lhe respondo, hoje levantei-me e de tudo o que fiz parece que estava acordei apenas para isto, apenas para saborear o sabor da mais eloquente sapiencia de um idiota. E não se desengane em pensar que lhe estou a chamar o "idiota" da giria popular ou do Dovstoievsky, mas sim o "idiota" da etimologia grega. Este "idiota" é sim um homem dotado de um grande número de ideias, todas elas idiotas. O que faz de você um idiota cheio de idiotices... Mas se acha que tudo o que digo não passa de insulto banal eu passo a explicar, uma pessoa entra neste blog e dá-se logo de caras com uma imagem clichê de uma praia (não fosse o senhor do Brasil) lê o título numa tentativa de perceber o sumo pedantismo que o senhor tem que ter para conseguir escrever um lugar comum tão idiotico e entitular assim o seu blog. É isto então, uma frase que o senhor arrota e deve servir para nos reflectirmos intelectualmente na sua verborreia imensa que ja parece monstra só numa frase. Continuando na onda do previsível, presenteianos um texto francamente mediocre onde se mostra em pleno das suas capacidades narratórias para contar uma história aparentemente metafórica de uma ideia vazia de conteúdo, onde nos esforçamos para não adormecer a cada trio de frases. Logo no início do texto aparece algo que devia ser metafórico e engraçado, passa por ser tremendamente ridículo e pedante. Não bastando isto acredita que também escreve poesia e eu nem falo de rima ou métrica, até porque mesmo tentada estamos na época contemporânia e como o senhor diria, já não há desses preconceitos capilares. O que é perigoso aqui é o senhor achar que consegue fazer algo semelhante a arte, e algo suficientemente bom para divulgar na internet. Perigoso é o senhor se achar de um estrato de cultura superior, possuidor de mais verdade que os outros, possuidor de algo que se assemelhe a um talento. Mais perigoso ainda é os comentadores que vêm cá elogiar, quer sendo por pena, genuíno gosto ou puro onanismo de se sentirem parte de um grupo cultural. Pensarem que também são culturais por conhecerem tal sítio, pensarem até que os textos do senhor não são asssim tão especiais porque eles até são possuidores de uma verdade superior mas gostarem da hipocrisia em círculo de tais grupos. Espero que o senhor perceba que se o mundo dependesse da sua vontade para salvar a cultura que o faz um lugar minimamente interessante, o que o senhor faria, as coisas que o senhor salvaria, fariam do senhor um criminoso. Espero só que tenha noção disso.


Os maiores cumprimentos,

albertofontescarvalho@sapo.pt

Alberto disse...

http://albertofontescarvalho.blogs.sapo.pt/