domingo, novembro 08, 2009

Pra onde cê vai?

- Ei moço, sabe dizer qual ônibus vai para o Centro?
- Qualquer um aqui passa, é só dar sinal e cair dentro.

- E em qual parada devo descer?
- Basta perguntar ao motorista ou ao trocador que eles vão responder.

- Será que conhecem o restaurante Mesa Bem Posta?
- É só perguntar e terá a resposta.

- Muito obrigado pela informação.
- Não há de que, foi nada não.

- O senhor mora aqui perto?
- Do tempo que aqui era só um deserto.

- E isso faz muito tempo?
- Muito, desde que o mundo é mundo e o vento é vento.

- O senhor é sempre assim bem-humorado?
- Oura, desde novo, se estou bem lembrado.

- Posso lhe fazer outra pergunta?
-Essa já se computa?

- Não.
- Faça então.

- O senhor gosta um pouco de rima...
- Com certeza ela muito me anima

- E qual sua profissão nobre poeta?
- Pode não parecer, mas sou um atleta...

- Realmente a aparência engana...
- Sou campeão nacional de Dama

- Agora sério, e para ganhar a vida?
- Sou professor de nossa língua nativa.

-Ah, e o senhor ensina em faculdades e colégios?
- Com certeza, me orgulho desse privilégio.

- Ao que me parece o senhor é bem criativo...
- Tenho que manter o raciocínio rápido e sempre ativo.

- Posso dizer que nossa conversa me deixou contente...
- Se você gostar posso até criar agora um repente

- Eu fico muito agradecido, mas o meu ônibus já vem vindo
- Se eu pegar o mesmo, não vá pensar que estou seguindo-o...

- Sem problema, não vou pensar
- E no ônibus podemos continuar a conversar

- Na verdade, acho que vou esperar mais um
- Eu já vou nesse, não posso perder tempo algum

- Até mais
- Até rapaz. E uma pergunta: em qual atividade labuta?
- Sou jornalista e cronista, escrever bem todo dia é prazer e luta...
=]

6 comentários:

priscila lima disse...

acho que estou um pouco. em espera. suspensa de algum jeito. ainda tentando descobrir o que eu quero encontrar. mas enfim. andando. seguindo.

mas será que é só isso que importa?!

fico tão feliz quando te encontro pela vida. pelos espaços.
=)

*Vanessa disse...

Ai que saudade disso aqui! Amei as rimas. Muito bem escrito! ;*

Simone Schuck disse...

Que criativo!! Nossa, muito tri. Parabéns! Beijoo

marinaCavalcante disse...

Mais um diálogo dos ÓTIMOS!!!

Ah, da vida ser sempre um
repente, uma rima ou um verso!
É o sonho de qualquer poeta romântico e até mesmo de um a
isso adverso (penso eu).

Adorei!!!

Beijos e abraços e saudades (ainda).

Rafael disse...

hahaha boa

ma nem sempre eh o onibus certo :S

Juss disse...

Como diria uma amiga, é 'tri legal'!
E poxa...seria muito massa se fosse verídico.[é?!]