domingo, maio 23, 2010

Paraíso

- Opa, com licença, o senhor tem um minutinho para uma pesquisa?
- Olha, se for um minutinho mesmo, eu tenho.
- O senhor acredita em vida após a morte?
- Como é?
- Em vida após a morte, o senhor acredita?
- Olha, nunca parei para pensar sobre isso não.
- Sério? E o que diz a tua religião?
- Bem, eu não concordo com tudo que ela diz. Além disso, passar a vida pensando com como vai ser a morte ou o que vem depois dela, me parece um desperdício dessa nossa oportunidade por aqui. Até onde eu sei, tenho uma vida e pretendo honrá-la vivendo.
- E no paraíso? O senhor acredita?
- O paraíso agora é a minha cama quentinha. Um abraço!

Depois desse breve diálogo no meio da rua, comecei a pensar meio que de brincadeira sobre o paraíso e depois a atividade tornou-se um divertido exercício de imaginação. Como eu sou pouco criativo eu tive um pouco de dificuldade, embora tivesse me divertido bastante. Se eu pudesse escolher como deve ser por lá, ele seria mais ou menos assim: primeiro de tudo, estaria com minha família, meus amigos, meus amores, tudo misturado e sem ter confusão.

Deveria ser grande o bastante pra caber todo mundo confortavelmente, com espaço para aqueles momentos em que todos precisam ficar um pouco só. Seria grande, mas com uma enorme facilidade para encontros entre todos. Com um pessoal desses até ônibus lotado no meio-dia é um paraíso. Bem, dizem que eu costumo ser um pouco exagerado. Vai entender...

Depois das companhias, o ambiente. Deveria ter uma praia bem legal, com espaço pro surf, frescobol, futebol, vôlei, caminhadas, corridas e tudo o que mais for possível fazer e não fazer por lá. Com uns coqueiros espalhados por lá também. Teria sombra e água fresca.

Deveria também ter um espaço pro sertão. Uma mistura de África com Brasil, com açude, rios, lagoas e todo tipo de árvore e bicho. E teria um daqueles espaços dos quais não me recordo o nome, mas que servem para fazer rapadura. Além de uma área grande pros bichos todos, leões, elefantes, rinocerontes, bodes, cabras e galinhas, nos incluindo por aí.

E também não poderia faltar uma serra, sendo que uma serrinha tava valendo já. Com trilhas e cachoeiras e aquele friozinho gostoso propício aos amantes de todas as idades. Se nevasse um pouquinho seria maravilhoso. E não poderia ser muito longe do sertão e nem da praia. Porque distância das pessoas querida no paraíso não dá certo não.

No entanto, apesar de tanta beleza, eu não tenho tanta pressa de conhecer o paraíso. Ainda tenho muita coisa pra fazer por aqui. Meu objetivo por enquanto é fazer o paraíso aqui mesmo, tornando a vida dos outros bem melhor. Eu faço o que eu posso, seja escrevendo, ajudando escutando os problemas, com meus conselhos clichês, falando besteira... Do jeito que eu puder ajudar, eu ajudo. Não, apesar do nome, eu não sou um anjo na terra. Eu sou só mais um ser humano comum. Não faço nada esperando recompensas, faço o que acho melhor, o que ás vezes pode nem ser o certo.

Deixando de lado essas divagações existenciais, aviso logo que eu não tenho uma idéia certa mesmo de como deve ser o paraíso. Não tenho fortes contatos a me confirmar o que foi dito. Tudo ali na parte de cima é apenas mera especulação, coisas da minha imaginação. Só de uma coisa eu tenho certeza: posso não saber onde é e como é o paraíso, mas eu tenho uma grande certeza de que lá tem um lugar pra eu armar a minha rede...
=]

10 comentários:

camila chaves disse...

hahaha muito massa isso de tu divagares sobre um paraíso e, bem no meio da história, falar que tu não tens pretenção de ir para lá agora, não. hahaha.

enquanto tu descrevias, fiquei pensando como isso tudo nós temos aqui, de certa maneira. mas aí tem aquelas coisas que aqui não temos, assim, em termos de bons sentimentos.

mas aí tu falas isso que é muito interessante, de tentar fazer com que aqui seja isso. as igrejas, as religiões, tentam fazer com que nos conformemos que a vida na terra nunca possa ser um paraíso.

por isso as pessoas vivem por viver e a esperar o dia em que a chegada no paraíso, depois da morte, chegará. e aí que isso me faz pensar também sobre o nosso papel enquanto militantes, de construir algo para este plano, mesmo sabendo muito provavelmente nem viveremos essa mudança.

loucura. haha.
um abraço, rafael.

Múltipla Lua disse...

Lindo demias é tudo que você escreve e a forma leve e descontraída com que me faz viajar em seus escritos...
Nossa! Issso é mágico!

Bjinho e uma excelente semananinha pr vc! Ah, o tempo...!

Eutímicas disse...

Paraiso deve ser o que mais a gente gosta, como o teu. Cada um deve ter um!Eu acho que deve ser legal. E depois de tanta correria por aqui, seria um desaforo nao ter um lugarzinho pra estender um rede por la...hehehe

beijo!

Karina disse...

rsrs... ôoo, seria bacana se o paraiso fosse assim... vai saber se não é né?! rs

Muito massa! Adorei!

Abraço ;)

Naiana Iris' disse...

Adorei, certa vez citei em meu blog uma conversa com a minha mãe que falava mais ou menos sobre isso. Quando pequena eu tinha medo da morte e minha mãezinha dizia que todos devíamos ser bons, morrer para encontrar o paraíso,pois segundo a mesma, quem não morre fica pra semente. ehehehe!
Bem, o fato é que você me fez lembrar dos meus medos infantis e consequentemente do quanto minha mãe se esforçava para acabar com eles, porém você fez uma imagem melhor do que ela, de como seria o paraíso...
Não tenho ansiedade de conhecer como é por lá, mas se for como você imagina, definitivamente eu não quero ficar pra semente...
Fico aguardando novas postagens, abraço.

Leni.com disse...

paraiso lembra a nossa finitude aqui.Imagino sempre a historia nos levendo ao paraiso aqui na terra...acredito nessa possibiidade qdo nos reconhecermos senhores e senhoras de nossa propria historia e encontrarmos nos outros os complementos e não a concorrencia.
Imagino que vc deve ser o anjo Rafael pra muitas pessoas de seu cotidiano pela suavidade e leveza que aparece em seus escritos.

Gisa Carvalho disse...

Tantas possibilidades, tantos lugares podem ser chamados de paraísos...

Tamyle Dias Ferraz disse...

Dizem que o paraíso está no céu. Outros em um comprimido. No mundo dos sonhos. Mas todos fazem uma analogia de coisas que gostam na terra para serem projetadas no paraíso. O paraíso está entre nós...
[viagem profunda demais]
bjus Rafa!

c.miChel disse...

muito boa crônica amigo. A cada texto uma lição de vida. O texto anterior sobre a chuva é formidável, banho de chuva me renova, me alimenta. Quanto ao Paraíso...já estou com minha rede na mochila pra encontrar o meu.
Valeu por seguir meu blog.

Gian Le Fou disse...

Lindo texto, vc transformou esse assunto em algo bem mais agradável.


Parabéns pelo blog! Abraço!