segunda-feira, maio 05, 2008

Versos livres e tristes

Mas que coisa
Vazio e frio
Sem sentidos ou emoção
No escuro, perdido
Sem concentração

Meu Pai que deslize
Agora lembrei
Não mando no coração
Aquele rebelde

Um estado confuso
Estático
Como quem não sabe aonde ir
O que fazer

Um dia triste
Com toda certeza
E sabe o pior?
Ele ainda nem acabou

E noite agitada
Como se pode dormir?
Pensando em mil coisas
Vontade de sumir...

Contudo, não acabou
Nem deveria
Pois depois da forte chuva
Pode vir um arco-íris...
=]

Nenhum comentário: